Mostra Tiradentes | SP exibe filmes com temática política e social

A Mostra Tiradentes | SP recebe, neste sábado, 25 de março, o deputado Jean Wyllys (PSOL RJ) para a exibição do documentário “Entre os homens de bem”, dirigido por Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros. A produção acompanha os passos do deputado como porta-voz da causa LGBT, antenado a discussões políticas que transbordam de Brasília para as ruas e para as redes sociais. Além de traçar o perfil de um personagem, o filme é o prólogo do atual cenário de crise de representatividade e polarização da política brasileira. A sessão, que será seguida de um debate entre o protagonista, a equipe do filme e o público, está marcada para as 19h, no CineSesc.

 Mas esta não será a única atração do dia. A programação da Mostra Tiradentes | SP neste sábado tem início às 15h, com a Mostra Foco | Sessão de Curtas. Integram a programação “Nunca é noite no mapa” (Ernesto de Carvalho), “A maldição tropical” (Luísa Marques e Darks Miranda), “Ferroada” (Adriana Barbosa e Bruno Mello Castanho) e “Cinemão” (Mozart Freire). Na Mostra Aurora, a atração será “Sem Raiz”, de Renan Rovida. O encerramento do dia fica por conta de “Guerra do Paraguay”, de Luiz Rosemberg Filho, às 22h, na Mostra Cinema em Reação. Todas as sessões serão seguidas de debates entre a equipe e o público.

 No domingo, 26 de março, o destaque será a primeira exibição, no Brasil, do filme “Intimidade Pública”, dirigido pela paulista Luciana Canton. A sessão tem início às 19h30. Filmado sem recursos e sem roteiro, o filme já coleciona reconhecimento internacional. Exemplo disso são os prêmios Mérito no Lucerne International Film Festival 2016, em Lucerne, na Suíça; Melhor longa de ficção no Women Media Arts and Film Festival 2016, em Sidney, na Austrália; Menção especial no I Filmmaker Internationa Film Festival, em Marbella, na Espanha; Melhor Filme no IV Festival Internacional Dona i Cinema, em Valencia, na Espanha; e Menção especial do Júri no Manchester Film Festival, no Reino Unido.

 Três curtas marcam a Mostra Foco a partir das 15h: “Minha única terra é na lua” (Sérgio Silva), “Vando Vulgo Vedita”, produção do Ceará, com direção de Andréia Pires e Leonardo Mouramateus que, além de ter sido eleito o melhor curta da Mostra Foco pelo Júri da Crítica, ganhou o Prêmio Aquisição do Canal Brasil; e “Tempos de cão” (Ronaldo Dimer e Victor Amaro). Já a Mostra Aurora contará com duas sessões: às 16h30, com “Um filme de cinema”, de Thiago B. Mendonça; e às 21h, com Subybaya, de Leo Pyrata. Haverá debate com o público após todas as exibições.

 As sessões terão ingressos a preços populares: R$ 3,50 para associados Sesc (portadores da credencial plena), R$ 6 (meia-entrada) e R$ 12 (inteira).